domingo, 23 de janeiro de 2011

Como se não houvesse amanhã

Fiquei chocada com o falecimento de uma blogueira light, a Aleinad. Tão novinha e cheia de planos. Poucas vezes comentei no seu blog, mas tinha carinho por ela. Esses acontecimentos nos fazem refletir que devemos viver a vida "como se não houvesse amanhã". E é pela vida que volto a escrever sobre a morte. A mensagem é: nunca descuidar da saúde e procurar ajuda médica sempre que necessária. A história de Aleinad, a Daniela, talvez pudesse ter tido um outro final [leia aqui]. Dani, onde quer que esteja, fique em paz!
***  ***  ***  *** ***  ***  ***  ***  ***
Eu estou lendo o livro "Pense Magro" e tem muita coisa lá que estimula a gente. O que não estou gostando é da história de ter que confeccionar cartões, ler e preencher tabelas todos os dias. Definitivamente não sou disciplinada e não gosto de nada complicado e sempre me esqueço de passar na papelaria para comprar os tais cartões. Mas vou tentar mesmo assim. Percebi que o mote do livro é o condicionamento. Ele investe nisso, daí a mudança de hábitos.
Janeiro está indo embora e eu, como sempre, não fiz metade daquilo que planejei. Vou criar uma agenda permanente no blog pois sempre entro aqui nem que seja para deixar um ou outro comentário. Daí vai ficar mais fácil eu me policiar. Minha genda de papel fica dias sem sem aberta. Então este é o lugar mais indicado para que eu não perca de vista tudo aquilo que me comprometi a realizar e com as alterações que a Elaine Gaspareto está fazendo, o blog vai ficar muito mais atraente visualmente.
Só vai ficar faltando a blogueira que vos escreve incrementar os posts. Ando tão desanimadinha e sem assunto!  Principalmente porque a RA vai de mal a pior e, para ajudar, minha balança pifou. Ontem me pesei e ela me mostrou 94,2 kg. Que é isso gente???? Tá certo que tenho tomado sorvete [aquele de potinho] todas as noites. Amore tá viciado e eu, por tabela, também [isso vai passar, tem de passar, aff!]. Mas não ia fazer tanta diferença em tão pouco tempo, né? Passei na farmácia e deu 83,3 kg. Engraçado é que não saio desse peso.
Por isso vou tratar de ir agora mesmo até a praia caminhar um pouco, tomar um pouquinho de sol, dar um mergulho e recarregar as baterias com energia positiva para enfrentar a semana que começa.
Beijokas.

3 comentários. Para comentar clique aqui!:

Lilith disse...

oi Lili. O livro é bem repetitivo, mas vale a pena. Ele diz ser um programa de 6 semanas, vale tentar seguir né?
Eu estou me "preparando", comprei o papel para fazer os cartões e estou lendo as atividades para saber o que esperar nas próximas semanas!
beijossssssss

Nilce disse...

Sinto muito por sua amiga blogueira Lili.

Pois é, disciplina é o meu maior problema. Estão tratando a gente como viciados e quase estou acreditando. Sou viciada em comida, mas só as gostosas. rsrsrs
Força aí.

Bjs no coração!

Nilce

ADRIANE BERGO disse...

Li, to na mesma situação que vc só que com uns bons quilos a mais . Acho que pelo fato de que a gente lutou tanto pra fazer dos quilos a mais coisa muito pequena perante a vida a nossa mente demora demais pra associar que ainda precisamos nos cuidar em nome da saúde futura. Exatamente a seis anos consigui manter o meu peso,porém não o peso que desejava mas segundo meu médico uma vitória.Comecei a dieta novamente a um ano e emagreci 17 kg quero mais 25kg mas empaquei, sei que devo fazer alguma atividade física ,mas agora complicou pois depois de inúmeros tombos na rua fiquei muito insegura (olhos).Então me lembrei dos passos de bebe rsrsrs.lembra?! E vou começar a andar pelo quarteirão da minha casa , sei que será um grande passo.bjs até mais

Postar um comentário