domingo, 17 de janeiro de 2010

Minha trajetória rumo a Reeducação Alimentar (tarefa semanal)

Eu fui uma adolescente normal. Tinha um corpo normal. O que me incomodava, na época, era meu estômago alto e a barriguinha. Lembro que cheguei a fazer sessões de sauna e massagem para sanar esses problemas. Passados alguns anos, comecei a engordar e não parei mais. Tentei várias dietas, academias (coisa que eu nunca levei a sério) e remédios. Meu menor peso foi 72 kg, isso há muitos e muitos anos. Na fase negra da minha vida, quando perdi o emprego e logo em seguida a minha mãe, desatei a ganhar quilos indesejáveis. Cheguei a ficar com sérios problemas de saúde como pressão e colesterol altos. Minhas pernas viviam inchadas e sofria com dores horríveis na coluna que me impossibilitavam de caminhar. Eu via as pessoas na rua indo e vindo e pensava: como elas conseguem? Será que nunca mais vou poder andar normalmente ? Eu até sonhava que conseguia dar várias voltas no quarteirão sem sentir dor. Quanto mais dores eu sentia, mais comida eu ingeria. Era uma forma de me punir por ninguém se importar com o que acontecia comigo. Os médicos que procurei só me pediam para fazer regime.  Eu não conseguia. Até que um dia, quando consegui um novo trabalho, uma das pessoas que conheci lá me encaminhou para fazer a cirurgia de estômago. Ela ficou penalizada com minha situação porque constantemente eu cochilava no horário de expediente. Isso em razão de dormir mal  à noite. A cirurgia mudou minha vida: deixei de pesar 118 kg, ser motivo de comentários maldosos e o principal, as dores desapareceram. Nunca consegui, em razão de me alimentar de forma errada, ter menos de 80 kg. Um dia descobri os blogs. O primeiro que eu li foi o da Larissa (Meu emagrecimento – só não consegue quem desiste). Foi assim que me interessei pela RA e aqui estou, junto com vocês, tentando (e conseguindo) emagrecer e ganhar uma vida mais saudável.



A primeira coisa que fiz hoje, assim que acordei, foi subir na balança. Parece que a indisciplina de ontem ainda não se fez notar. Meu peso: 76,2 kg.
Todas as besteiras que eu comi ontem devem ter ido pro espaço depois da "ginástica dançante" .  Eu e o amore fomos dançar e não paramos um minuto. Aliás, paramos quando tocou uma seleção de bolero que ele odeia e eu adoro.
Ah...aproveitando, escolhi esse nome para o blog porque era assim  que o pessoal do meu antigo emprego me chamava por causa da personagem da Consuelo Leandro (Lili Bolero) que interpretava uma cantora na novela Cambalacho. Cantar e dançar são atividades que me enchem de prazer. 
Em termos de RA hoje estou mais ou menos tranquila.  Tudo sob controle. Preciso atualizar a barrinha de peso e sei que vai ser uma tortura. Alguém me ajuda?

4 comentários. Para comentar clique aqui!:

Ana disse...

Selinho para ti no meu blog ;)bjks e boa semana

Liliane Albino disse...

Teum selinho pra vc no meu blog.Beijos!!Muita Força!!!

Rê Seta disse...

Oi Lilli, gostei da sua historia, da animo ver sua superação. Sou meia contraria a bariatrica, mas cada um sabe de si, e creio que como incentivo ate funcione...mas essa é outra historia.
Vamos juntas e perseverantes que chegaremos lá!
bj

Dani disse...

Olá Lili
Bom te "conhecer"
Olha só, eu tenho sim ótimos exercícios para coxas, e bem eficientes.
Vc pode me mandar seu e-mail pra q eu possa te enviar.
Se não quiser colocar lá no blog, me envia um e-mail
O meu é:danielle.cesario@bol.com.br
Bjinhus e vamos juntas q dá

Postar um comentário